quarta-feira, 9 de abril de 2008

Rosa Negra



















Dormia e sonhava
o lábio sorria
enfeitiçada
cheia de alegria
cantava, e dançava
num mar de rosas
enlevada nas ondas
paixão,
seducão,
prazer,
exaltacão...
A tua voz dentro
de mim
numa doce ousadia
sedenta
devora-me
matando a sede
de uma eterna loucura.
Numa explosão de pétalas
renascia a rosa negra.
O poeta escreveu poesia pura.


singularidade

3 comentários:

Parapeito disse...

olá ternura.
Gosto deste Rosa Negra.
E sei que este teu novo cantinho vai ter a magia dos outros.
Que seja ele cheio de estrelas...cadentes...
Beijo de sol *

Nuno disse...

Como é bom sonhar ao sabor das ondas e acordar nas pétalas da locura de uma rosa negra.

bjinhos :)

Gato_malvado

ZezinhoMota disse...

É sempre especial reencontrar-te! A vida é cheia de encontros e de reencontros...

Não me esqueci e nem me esqueço de quem amo mesmo na lonjura. Tu serás sempre uma amiga especial porque soubeste ao longo dos tempo acimentar essa amizade.

Bjnhs ZezinhoMota

O blogue que mostra a minha poesia actualizada...

A Poesia do Zezinho II
http://zezinhomota1.blogspot.com

O blogue da leitura da minha poesia arquivada...

A Poesia do Zezinho - http://zezinhomota.blogspot.com