segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Árvore de Natal


O Natal está perto.

Disfarçada em Elf, escondida entre os ramos do pinheiro, entro na casa de uma família. Pais e filhas começam a preparar a sua árvore de natal. Os risos perfumam o ambiente de uma família feliz. Rapidamente, a árvore despida ficou colorida. Os enfeites de Natal embelezaram o símbolo da vida. Diante da árvore já montada, as duas meninas pequeninas batem as palmas fascinadas pelo pequeno milagre.
De repente, uma das meninas grita:
― Falta a estrela grande!
E a outra, logo em seguida, ofereceu os bracitos à mãe.
― O que queres filha? ― perguntou a mãe docemente.
― Quero ir para cima da árvore de natal!
Mãe e pai sorriram admirados pelo desejo da criança.
― Anda cá! ― A mãe pegou na pequenita ao colo.
― As meninas não podem ir para cima da árvore.
A menina ainda não estava convencida daquilo que a mãe lhe tentava explicar, quando retorquiu:
― Não, não, a Avó, a tua mãe, chama-me estrelinha a mim e à mana. Eu quero ir para cima da árvore para brilhar.
― Muito bem, a estrelinha quer brilhar e tu minha querida? ― perguntou a mãe à outra filha.
― Eu também quero brilhar, mas não em cima da árvore. Podemos cair, não é pai?
Então as minhas estrelinhas vão brilhar este Natal oferecendo aos meninos pobrezinhos os vossos brinquedos, livros mais velhinhos. E também roupas que já não usam.
― Sim! Disseram ao mesmo tempo.
― Vamos lá escolher. ― disse a mãe, dirigindo-se ao quarto delas.
A duas crianças correram atrás da mãe gritando:
― Vamos brilhar este Natal! Vamos brilhar este Natal!
Depois dos brinquedos escolhidos, os pais, carinhosamente, sentaram-nas ao colo e explicaram-lhes o dom da partilha. Uma semente que germina para se multiplicar. Fazer o amor florescer nos gestos e eternizar os instantes de cumplicidade.

Mais tarde, deitadas na cama lado a lado deram as mãos e sorriram. Aquele Natal ia ser diferente, mais meninos iam ter brinquedos no sapatinho.

Em sonho, gotas de esperança caíam sobre a árvore de natal.

singularidade

7 comentários:

Ana disse...

Já tive o privilégio de ler este fantástico Conto de Natal que me fez sorrir com tanta ternura e beleza que li nas palavras que utilizaste para elaborar esta partilha perfeita.
Adorei miguinha!!!
Não queria ausentar-me para casa dos meus Príncipes, sem "partilhar" contigo o meu carinho, a minha amizade sincera e desejar-te umas Festas muito felizes!!!
Um jinho bem doce,
Ana Paula

maresia_mar disse...

ola
belissimo post!

Neste Natal arruma bem o teu coração para que Jesus lá possa acampar!

Boas festas
Beijos com sabor a canela

Amita disse...

Que lindo conto!
Letras de ternura e encanto.
Um Feliz Natal e um Novo Ano com harmonia e paz.
Tudo de bom para ti, amiga.
Um bjinho e uma flor

mariana emídio disse...

Olá Isa! Parabéns pelo Lindíssimo conto de Natal e pela Maravilhosa mensagem que transmite!!!
BOAS FESTAS, minha amiga, e um 2010 repleto de FELICIDADE.
Um grande beijinho,
Mariana

tb disse...

Natal é nascimento. Que seja o da partilha. :)
Um bonito conto. e as estrelinhs brilharam mais. :)
Feliz Ano Novo! beijinhos

Maria de Fátima disse...

Olá Isa, lindo conto de Natal.Bom ano de 2010.Beijocas.

Parapeito disse...

"gotas de esperança caíam sobre a árvore de natal."
...que possa sempre ser assim...
Gostei ternura
brisas mansas para ti****