sexta-feira, 11 de julho de 2008

O perfume da vida










As pupilas dilatam um desespero silencioso. Subitamente, os braços de sol estendem-se e entram pela janela e repousam. Ele aquece e enternece...Agasalha o coração e o calor irradia no seu olhar. Respira fundo, abraça-se e despe-se das vestes negras. É o momento de mudanças. Uma lágrima sorri na saudade… Transparente, indizível e determinada corre…para apanhar o trem da vida… Na suavidade da viagem, deixa a alma voar embalada por sons suaves…eleva-se na pureza das palavras … é um caminhar inebriante, bailando em multicores… Amanhece um lindo dia, abre os olhos para um manto de flores de todas as cores…enfeitaram-na… com uma coroa …. Confiança, optimismo, ternura, serenidade e amor… o perfume da vida. Sorri! Descansa confiante no regaço do tempo….

singularidade

4 comentários:

Parapeito disse...

Que bom que é quando são mudanças...boas :)
Que belo este teu perfume...Cheira bemmmmm
:))
beijooooo

Mariz disse...

Salvé!
Só agora consegui responder ao seu comentário...lá no meu local...não tenho tido net...ou então é vagarosa demais!
Quanto a este seu post, apenas me apraz dizer o seguinte:
Descanse em SI e ouça o melodioso silêncio que lhe sussurra tanta coisa que jamais ouvirá de alguém...apenas da sua interior beleza!

Abraço
MAriz

ESPAVO! - reconhecendo a Luz que há em si - como em MU

Moon_T disse...

soltou-se o arco-iris...




obrigado

Nilson Barcelli disse...

Belíssimo texto cara amiga. E com passagens muito poéticas...
A confiança, o optimismo, a ternura, a serenidade e amor… são mesmo alguns dos elementos que "fabricam" o perfume da vida.

Bom resto de semana, beijinhos.